Prefeitura, Viação Arujá e Cartão BOM anunciam: integração das linhas municipais

No dia 08 de junho, quando Arujá comemora 160 anos de fundação e 53 de emancipação política, quem vai ganhar presente são os usuários do transporte coletivo municipal. Ontem, 30, em evento realizado na Secretaria de Cultura, representantes do Cartão Bom, da Viação Arujá e da Prefeitura de Arujá anunciaram que a partir do dia do aniversário da cidade, passa a vigorar o Cartão Bom Municipal, integrando tarifariamente as linhas de ônibus municipais. Isso significa dizer que, a partir do dia 08 de junho, os passageiros que tiverem em mãos o Cartão BOM, mesmo precisando utilizar mais de um ônibus para chegar ao seu destino, dentro do município, pagarão apenas uma tarifa.

Vale lembrar que esta viagem deve ser sempre no mesmo sentido de direção, com validade de 60 minutos, passando a contar no momento que o passageiro faz a validação do cartão no primeiro ônibus.

Para exemplificar, imaginemos que o usuário do transporte coletivo pega o ônibus no bairro Estância São Domingos (Zona Rural) e precisa ir ao Centro Industrial. No sistema atual ele paga duas passagens. Com a integração passará a pagar somente uma. Ele desce do primeiro ônibus na região central da cidade e pega o segundo ônibus para o Centro Industrial e terá apenas uma tarifa descontada no crédito do seu cartão. O mesmo vale para o sentido inverso. Porém, o usuário não precisa ir necessariamente até o centro da cidade. Ele pode trocar de ônibus em qualquer ponto em que as linhas se encontram. Assim sendo, ele desce de um ônibus que está vindo de um determinado bairro e pega outro que está indo em direção a outro bairro, sem pagar a segunda passagem.

“Este benefício não é o Cartão Bom que está oferecendo. Ele é apenas o plástico que permite esta vantagem. Quem está oferecendo isso aos munícipes é a Prefeitura e a Viação Arujá, disse o diretor de marketing do Cartão Bom, Roberto Sganzerla.

Roberto ainda explicou que haverá cartões específicos para estudantes, idosos e portadores de deficiências. Estes segmentos necessitarão ser cadastrados, apresentar os documentos exigidos por lei para receber o Cartão Municipal e ter passagem livre nos ônibus.

Primeiro município a integrar linhas com o Cartão BOM

O diretor presidente da Viação Arujá, José Roberto Iasbek Felício, fez questão de parabenizar o prefeito Abel. “Arujá é o primeiro município a fazer integração do transporte coletivo municipal com o Cartão BOM. Segundo ele, algumas cidades no Brasil já possuem integração com outros cartões, porém com Cartão Bom, Arujá é o primeiro.





Na opinião de José Roberto, esta iniciativa é um divisor de águas para o município, pois possibilita que o usuário do transporte coletivo economize 50% dos gastos com transporte dentro da cidade. Ele ainda observou que a iniciativa, de início, traz uma queda de arrecadação para a empresa, porém, considera que a integração será um atrativo para que mais pessoas passem a usar o transporte coletivo e isso reverta este sintoma, já que, saindo de qualquer ponto de Arujá, rumo a qualquer outro ponto da cidade, o usuário pagará apenas uma passagem.

“O que queremos é dar maior mobilidade aos moradores de Arujá usando o transporte coletivo. Eles poderão sair de qualquer ponto da cidade onde houver uma linha de ônibus e se deslocar a qualquer outro ponto da cidade pagando uma única tarifa, usando dois ônibus. Quero parabenizar o prefeito Abel por dar mais este importante passo. Tenho certeza que é um momento histórico para Arujá”, disse José Roberto.

O empresário ainda esclareceu que o Cartão Municipal não permite a integração com as linhas intermuncipais. Ele vale apenas para as linhas que circulam dentro de Arujá, porém lembrou, que está em estudo, pelo Governo do Estado, para que futuramente seja implantada a integração intermunicipal na Região Metropolitana, mas, neste momento ainda não é possível fazer esta integração.

Prefeito Abel fez a matemática da economia

Fazendo as contas dos gastos que um trabalhador tem sendo obrigado a usar duas conduções por dia para chegar ao trabalho e, logicamente, duas para voltar ao lar, o prefeito Abel Larini chegou a conclusão que o cidadão gastaria R$ 11,20 e considerou um valor muito alto tendo em vista os ganhos dos trabalhadores. “Com o valor que o munícipe vem gastando por dia em condução ele compra um pacote de arroz, café e açúcar. Já com a integração ele reduzirá o gasto em 50%, vai gastar apenas R$ 5,60. Então, acredito que este é um excelente presente que podemos dar à nossa população”, analisou.

Abel ainda falou sobre outra importantíssima conquista de Arujá no sentido de oferecer qualificação profissional para os moradores. Ele se referia ao Convênio assinado com o sistema Fiesp/Ciesp para que Arujá tenha um Centro de Formação Profissional. A Escola do Senai autorizada pelos órgãos administradores já tem sede locada, está passando pelas adaptações exigidas e deve passar a funcionar em aproximadamente 60 dias, atendendo 800 alunos em diversos cursos profissionalizantes.

Fonte: Jornal A Cidade Arujá





Deixe seu comentário